terça-feira, 19 de junho de 2012



RELIGIOSIDADE E CURA: A fé como auxiliar no enfrentamento criativo da doença.
RELIGIOSITY AND HEALS:   Faith and creative help in fighting the disease

Autor: Edilson Oliveira Braga, Joyce Roberta dos Santos e Izildinha Konichi

Neste estudo, abordaremos a questão da religiosidade/espiritualidade e sua possível influência no processo de cura, discutindo o quanto ter fé é relevante na cura. Nossa pesquisa discutirá a grande importância da religiosidade/espiritualidade para o ser humano. 
Partimos do pressuposto de que a fé é importante auxiliar no processo cura uma vez que a necessidade de crer em algo que transcenda o ego é, segundo a psicologia analítica, um fator arquetípico.
Por meio de uma revisão de literatura, elaboraremos uma pesquisa teórica levando em consideração os pressupostos da psicologia analítica sobre a temática.
Palavras-chave: fé, cura, religiosidade, espiritualidade.  

Abstract
In this study, we Will approach the questiono f the religiosity/spirituality and its possible influence in the cure process, arguing how much to have faith is excellent in the cure. Our research will argue the great importance of the religiosity/spirituality for the human being.
We leave of the estimated one of that the faith is important to assist in the process cure a time that necessity to believe in that it exceeds the ego is, according to analytical psychology, a arquetípico factor.
By means of a literature revision, we will elaborate a theoretical research taking in consideration the estimated ones of analytical psychology on the thematic one.
 Key words: faith, cure, religiosity, spirituality.

Aos interessados nesse artigo que trata da temática Fé e Cura, enviarei mediante solicitação. 




2 comentários:

  1. Edilson, gostaria de ler o Artigo Fé e cura.
    obrigada

    ResponderExcluir
  2. Raquel, estou te enviando por email. Obrigado.

    ResponderExcluir

ENCERRANDO CICLOS O poeta Fernando Pessoa alertou: "Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em ...